Pesquisar este blog

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

PERNAMBUCO REGISTRA O PRIMEIRO CASO DE FEBRE AMARELA.

A secretaria Estadual de Saúde (SES) recebeu, nesta sexta-feira (16/2), o resultado laboratorial para febre amarela dos dois pacientes residentes em Bezerros, e notificados no fim de janeiro após visita à área de risco de transmissão da doença no Estado de São Paulo. A criança teve o resultado negativo. Já o seu pai teve confirmação laboratorial para febre amarela. O homem, de 45 anos, foi atendido no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no bairro de Santo Amaro, área central do Recife, no dia 25 de janeiro. Por já apresentar quadro estável e em curva de melhora, foi liberado no mesmo dia. Ele se encontra, bem, fora do período de viremia (sem o vírus no organismo) e contraiu a doença em São Paulo.

A SES ressalta que já realizou capacitação com os profissionais de saúde e da rede hoteleira do município de Bezerros e das demais cidade da 4ª Gerência Regional de Saúde (Geres), com sede em Caruaru.

Até o momento, o estado de Pernambuco conta com quatro casos notificados e um confirmado. Todas as ocorrências foram importadas, de indivíduos que estiveram em áreas de risco. Vale ressaltar que essa confirmação não caracteriza a entrada do vírus da febre amarela em Pernambuco, que permanece sem registro de casos autóctones (aqueles em que a infecção se originou no próprio Estado) nem da circulação viral por meio de mosquitos ou primatas não humanos infectados.

A SES ainda informa que, a partir da próxima semana, o laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE) vai começar a realizar os exames sorológicos (IgM) para a febre amarela. Com a medida, as amostras de casos suspeitos não precisarão se encaminhadas para os laboratórios nacionais de referência sendo analisadas no próprio Estado e diminuindo o tempo de espera pelos resultados.
Fonte/NE10.