Pesquisar este blog

terça-feira, 1 de outubro de 2019

GRUPO CRIMINOSO MORTO EM GRAVATÁ SE PREPARAVA PARA AGIR, INFORMOU A PM.

A polícia encontrou armamento, munições, coletes e prova de balas, celulares e um carro com o grupo.
O grupo criminoso especializado em assalto a bancos que foi desarticulado pela polícia na madrugada destas terça-feira (1/10), em Gravatá, no Agreste de Pernambuco, estava se preparando para agir outra vez. Segundo informações apresentadas pela Polícia Militar em coletiva de imprensa, na manhã desta terça, o grupo estaria recebendo armamento no local para agir, na madrugada, contra uma instituição financeira da região.

A operação terminou com as mortes de cinco suspeitos. Ao chegar no local, uma casa que pertence a um haras no sítio Carapotós, às margens da PE-081, na Zona Rural de Gravatá, descoberto por meio do serviço de inteligência da polícia e denúncias, os grupos da 5ª Companhia Independente da Polícia Militar de Gravatá (CIPM) e do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI) foram recebidos com reação dos suspeitos.

"As informações obtidas pelo nosso serviço de inteligência falvam sobre isso. Inclusive, na data de ontem (segunda-feira [30/9]), eles estariam recebendo armamento no local para agir na madrugada,. contra uma instituição financeira da região.
Também segundo as informações, eles não agem apenas contra instituições, mas também em roubos de cargas e homicídios. Dos dois coletes apreendidos, um deles tinha placa de cerâmica, que é um material utilizado para suportar o tiro de fuzil, então realmente uma quadrilha bem equipada", contou o subcomandante do 5ª CIPM, o major Guilherme Bispo.

A polícia acredita que grande parte do grupo criminoso foi detida ou morta nesta operação, mas não confirma ou nega se há ramificações deste grupo. "Eu imagino que a maioria dos componentes da quadrilha foi detida ou tombada nessa ação, mas a polícia judiciária vai continuar, aprofundar as investigações e então teremos certeza se ela teria mais alguns envolvidos ou não", explicou. 

A AÇÃO
De acordo com o subcomandante, havia duas residências na propriedade. Na propriedade abordagem, dois suspeitos identificados como Civaldo José da Silva, 24, se renderam. Já na segunda, houve reação das cinco pessoas que estava na casa e troca de tiros, resultando na morte de todos os cinco suspeitos. Foram mortos: Paulo Ricardo Silva, 29 anos; Iraquitan Valdeci da Silva Júnior, 22; Pedro Guerreiro dos Santos, 26. Nenhum policial foi atingido.

Com os suspeitos, foram encontrados três pistolas, um revólver calibre 38, duas espingardas, dois coletes a prova de balas, dois carregadores de calibre 40, uma balaclava, vários tipos de munições intactas, sete celulares e um veículo, que tem placa de Jaboatão dos Guararapes e estava estacionado na frente da casa, cravado de balas e com a porta arrombada. O material apreendido foi conduzido para a delegacia de Vitória de Santo Antão.
Fonte: NE10.