quarta-feira, 2 de junho de 2021

CHINA DETECTA O PRIMEIRO CONTÁGIO DE GRIPE AVIÁRIA H10N3 EM HUMANOS.

O paciente é um homem de 41 anos da província de Jiandsu. Especialistas chineses insistem em que o risco de infecção é muito baixo e que não indícios de que possa ser transmitida entre pessoas.
U
m homem de 41 anos na província de Jiangsu, no leste da China, é o primeiro ser humano infectado pela gripe aviária H10N3, de acordo com as autoridades de saúde do país. Em um comunicado, elas enfatizam que não há indícios de que a doença seja transmissível de uma pessoa para outra e que o risco de propagação extensa é "muito baixo".

De acordo com explicações apresentadas nesta terça-feira pela Comissão Nacional de Saúde, equivalente na China ao Ministério da Saúde, o homem, residente na cidade de Zhenjiang, começou a se sentir mal no dia 23 de abril, com sintomas que incluíam febre. Foi internado em um hospital local cinco dias depois. Em 28 de maio, após a conclusão do sequenciamento genético do vírus que o infectou, o paciente recebeu o diagnóstico definitivo. Era a nova variante da gripe aviária, H10N3. Foi o primeiro caso detectado no mundo, afirma a Comissão de Saúde.

O comunicado não especifica como exatamente o paciente foi infectado, mas informa que ele já está em recuperação e prestes a receber alta. Enfatiza ainda que o vírus H10N3, um subtipo daquele que causa a gripe aviária, vem de aves e não tem a capacidade de infectar humanos de modo eficaz, por isso, é improvável que ocorram muitas outras infecções. Os contatos do paciente foram rastreados e nenhum outro caso foi detectado, assinala.

"Nenhum caso de H10N3 transmitido entre humanos foi detectado em qualquer lugar do mundo", lembra a Comissão, que destaca que mesmo entre as aves este vírus é relativamente pouco infeccioso. "Este caso é de uma transmissão zoonótica [entre espécies animais] ocasional de ave para homem; o risco de uma propagação em grande escala é muito baixo", acrescenta.
Fonte: El País.

Pesquisar este blog