quarta-feira, 4 de novembro de 2020

NOVOS CASOS DE COVID-19 PROVOCAM MOBILIZAÇÃO NO SISTEMA DE SAÚDE EM PERNAMBUCO.

 Índice, segundo boletim de saúde, chegou ontem a 79% no Estado, que alega estar na margem de segurança (de 80% a 85%)
A percepção de aumento dos novos casos de covid-19, sinalizada nas duas últimas semanas em Pernambuco, começa a aparecer nos indicadores da assistência hospitalar e a mobilizar o sistema de saúde. Pelos dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES), divulgados no boletim epidemiológico de ontem, 79% dos 786 leitos de terapia intensiva (UTI) e 54% das 833 vagas de enfermaria estão ocupados com pacientes que apresentam síndrome respiratória aguda grave (srag) com suspeita ou confirmação da infecção pelo novo coronavírus. Desde o início a pandemia, autoridades de saúde têm alertado para o fato de que todo índice de ocupação de leitos a partir de 80% denota uma zona de criticidade e exige capacidade de resposta. Perto disso no que tangeu às UTIs, o Estado diz, através da assessoria de comunicação da SES, que tem acompanhado os indicadores e que a taxa entre 80% e 85% ainda oferece margem de segurança para um possível aumento mais intenso de casos. 
Fonte: JC

Pesquisar este blog