quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

APÓS SETE ANOS TIRIRICA RENUNCIA AO MANDADO DE DEPUTADO FEDERAL E DIZ: "ESTOU MUITO ENVERGONHADO"

Cantor e palhaço cumpria segundo mandato pelo estado de São Paulo.
Parlamentar mais votado do Brasil nas eleições de 2010, com 1,3 milhão de votos, o deputado federal Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca (PR-SP), anunciou nesta quarta-feira (6/12) que não vai concorrer ao cargo de deputado federal. O anúncio foi feito no plenário da Câmara. 

"Subo nesta tribuna pela primeira vez e última vez. Não por morte. Porque estou abandonando a vida pública", disse.

"O que eu vi nos sete anos aqui, eu saio totalmente com vergonha. Não vou generalizar, não são todos. Tem gente boa aqui dentro. Eu jamais vou falar mal de vocês em qualquer canto que eu chegar e não vou falar tudo que vi, tudo o que vivi aqui. Mas seria hipócrita se eu saísse daqui e não falasse realmente que estou decepcionado, decepcionado com a política brasileira, decepcionado com muitos de vocês, muitos", prosseguiu.

"Eu ando de cabeça erguida porque não fiz nada de errado. Mas muitos dos senhores não têm essa coragem, andam até disfarçado de dizer que é parlamentar porque é uma vergonha. Está vergonhoso".

"Não fiz nada, mas o pouco que eu fiz, fiz de cabeça erguida", ele disse em seu discurso de despedida, acrescentando que os parlamentares ganham salário mensal de R$ 23 mil "limpos".,

Tiririca foi o deputado mais votado da história do Brasil, em 2010, com 1,3 milhão de votos. O excelente desempenho nas urnas se repetiu em 2014, quando ele novamente ultrapassou a marca de um milhão de votos. 

Assista ao Discurso de Tiririca.