sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

APÓS AMEAÇA DO GOVERNO DE FECHAMENTO, VEJA COMO SERÁ A FISCALIZAÇÃO EM PRAIAS DE PERNAMBUCO NO FIM DE SEMANA.

Em final de semana decisivo para circulação nas praias em Pernambuco, fiscalização é intensificada.
Em meio a alta na disseminação do coronavírus, os olhos dos pernambucanos estarão voltados para o litoral sul do Estado neste final de semana, 16 e 17 de janeiro. Isto porque, durante última coletiva de imprensa, o secretário da Saúde de Pernambuco, André Longo, foi enfático ao afirmar que, caso sejam registradas novas aglomerações, será decretado o fechamento das faixar de areia.,
No mesmo dia, foi anunciada a proibição do uso de som em comércio de praia, bares, restaurantes e demais estabelecimentos, por ser considerado, pela pasta, como "fator de aglomeração".

No Recife, o reforço na fiscalização nas orlas de Boa Viagem, Pina e Brasília Teimosa, na Zona Sul do município, foi feito no último sábado (9/1). A mesma ação, que contou com cerca de 150 profissionais, acontecerá novamente neste final de semana. O trabalho é realizado por profissionais da Vigilância Sanitária (Visa) da Secretária de Saúde; das Secretarias de Turismo e Lazer, Política Urbana e Licenciamento; Governo, além do Gabinete de Comunicação, Guarda Municipal e Polícia Militar de Pernambuco. Eles atuam em quatro trechos distintos definidos pela Diretoria de Controle Urbano (Dircon) e circulam tanto pelo calçadão como pela faixa de areia, orientando os banhistas e os cerca de dois mil trabalhadores da praia cadastrados na Dircon.

Durante a ação, segundo a gestão, os profissionais da Prefeitura observaram o uso de máscara pelos comerciantes; se cada barraca está com a quantidade exata de cadeiras permitida; se há distanciamento adequado; entre outras medidas. Além das orientações passadas pelos arte-educadores e inspetores aos barraqueiros e banhistas, o trabalho também contou com distribuição de 4 mil máscaras e material informativo sobre os cuidados via QR Code, para evitar o contato físico da panfletagem.

A prefeitura de Ipojuca reforçou, desde a última sexta-feira (8/1), operação de fiscalização que envolve em torno de 50 pessoas e 12 secretarias municipais, além da Vigilância Sanitária do Ipojuca e o Procon municipal na praia de Porto de Galinhas das 8 horas às 0h horas. A medida visa verificar o cumprimento dos decretos na praia mais popular do Estado.

"Temos algumas secretarias que fazem a parte do controle de fiscalização, e as que fazem a parte mais informativa aos turistas", explica o secretário de Defesa Social de Ipojuca, Osvaldo Morais. "O controle urbano, equipes da vigilância sanitária e o Procon fiscalizam bares, ambulantes, restaurantes, barraqueiros. Já o turismo e assistência social ofertam mascaras e álcool em gel e orientam sobre o uso". Segundo ele, a praia foi escolhida por ser a que mais registra aglomerações. "Temos foco em porto, mas temos ações também nas praias de Muro Alto, Maracaipe e Serrambi.

Em Olinda, será realizada uma ação conjunta entre a Prefeitura e o Governo do Estado para orientar e fiscalizar comerciantes e a população sobre os novos decretos estaduais. Agentes da Guarda Municipal, Controle Urbano, Trânsito e Vigilância Sanitária da Prefeitura percorrem as praias das 9 horas às 12 horas e das 14 às 17 horas, no sábado (16/1) e no domingo (17/1).

Além disso, haverá patrulha da Polícia Militar com duas guarnições táticas e dois motociclistas, assim como uma equipe da Ciatur. A Secretaria de Patrimônio, Cultura, Turismo, Desenvolvimento Econômico e Teconologia da prefeitura distribuirá máscaras e cópias do decreto nas faixas de areia, e orientará sobre o distanciamento social adequado. Servidores da Secretaria de Turismo e Lazer também auxiliam a operação. O procon-PE também vai fiscalizar os bares e restaurantes da orla.

As praias de Jaboatão dos Guararapes também recebem reforço na fiscalização ainda no último final de semana, e esquema dever se repetir neste sábado (16/1) e domingo (17/1). Cerca de 120 agentes são distribuídos na praias de Piedade, Candeias e barra de Jangada, para evitar aglomerações e exigir o cumprimento dos protocolos de segurança para o Covid - 19.
Fonte: JC

Pesquisar este blog