segunda-feira, 2 de abril de 2018

IRMÃO DE EDUARDO CAMPOS PEDE INVESTIGAÇÃO DE SABOTAGEM EM AVIÃO.

Antônio Campos afirma que estudos e pareceres de peritos particulares sugerem que o avião foi preparado para cair.
O advogado e irmão do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, Antônio Ricardo Campos, solicitou nesta segunda-feira (2/4) à Polícia Federal de Santos, no litoral paulista, que seja investigada a possibilidade de "sabotagem" no avião que caiu em agosto de 2014, matando o então candidato ao Planalto pelo PSB e outras seis pessoas. 

Antônio Campos afirma que estudos e pareceres de peritos particulares mostram um fato que pode mudar o "curso da investigação. "O Speed Sensor da aeronave à toda evidência foi desligado, intencional ou não intencionalmente, sendo essa última hipótese de não intencional improvável, o que caracteriza que o avião foi preparado para cair, o que caracteriza sabotagem e homicídio culposo ou doloso", escreveu no requerimento. 

Sendo assim, o advogado pede uma "rigorosa apuração no presente inquérito, com a devida responsabilização".

A família do político contesta o laudo do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). Para a mãe, Ana Lucia Arraes de Alencar, e o irmão de Eduardo Campos, não houve falha humana, como aponta o documento.
Fonte/Notícias ao Minuto.